TENDÊNCIAS E PROJEÇÕES PARA 2018 NO AGRONEGÓCIO

Postado em 29/12/2017 13:15:19 em Conteúdos


De acordo com o site ‘O Imparcial’ – Portal de notícias do Maranhão, em matéria publicada no último dia 19 de dezembro, (https://goo.gl/o7KU5c), dentre as profissões que estarão em alta em 2018, destacam-se o ‘Profissional de agroecologia’, um ramo relativamente novo de atuação, onde diz que este profissional tem como ofício, “ajudar a unir a sustentabilidade e sua aplicação no campo, uma vez que nosso país tem um campo vasto no agronegócio a ser explorado”.


Realmente o Agronegócio ainda tem um campo vasto a ser explorado. E por isso a Savassi Agronegócio quer compartilhar com os amigos leitores que acompanham o Blog da Savassi, algumas tendências, cenários e desafios do Agronegócio para 2018.


ECONOMIA


Já estamos em contagem regressiva para o ano novo. Em menos de uma semana, já estaremos vivendo o ano de 2018, porém muitos desafios já começam a rondar os ânimos dos agentes e especuladores do mercado agropecuário, desde que o MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, divulgou em nota da Assessoria de Comunicação no último dia 21 de dezembro, o resultado de suas estimativas para o valor bruto da produção (VBP) agropecuária do país neste 2017. 


Todos nós que vivemos nessa área sabemos que a agricultura brasileira surpreendeu no último ano. Em meio a uma grave crise econômica, o setor foi responsável quase que unicamente, pelo crescimento do PIB do país neste ano que está acabando. O principal motivo apontado, foi a safra 2016/2017, que trouxe resultados excelentes gerados. 


Sendo assim, o MAPA divulgou que a expectativa do VBP total deste ano se elevou 1,87% com relação ao estimado, no final de 2016. No entanto, como nem tudo são flores, as projeções para 2018 que já eram pessimistas, foram reforçadas, sobretudo para a área agrícola. O ministério estimou que o VBP agropecuário cairá 6,9%, puxado pela retração do VBP agrícola, segundo estimativa para o faturamento de 2018. E claro que se isso se confirmar, provavelmente será reflexo da crise de 2017, que só estará se repercutindo no próximo ano, uma vez que neste ano de 2017, o país ainda se beneficiava com os bons resultados do ano anterior.


Tudo bem que essa não é uma previsão otimista, porém não devemos assustar, uma vez que o cenário do Agronegócio tem se mostrado flexível e resiliente, sendo este mercado, um dos principais protagonistas que segurou bem a crise que o país viveu nos últimos tempos e não deixou que a economia geral entrasse em colapso.


E diante das expectativas, vários especialistas preveem novas tendências tecnológicas sendo implementadas no campo, sendo que o uso de sistemas mais tecnológicos nas operações, garante a diminuição das perdas de recursos e maior competitividade. Por isso, muitas empresas de tecnologia devem unir forças e atuar de forma mais efetiva no mercado agropecuário, aquecendo assim os dois mercados.


TECNOLOGIA


O uso de BigData, Drones e da Biotecnologia – uma nova técnica que está em constante evolução, inovando a qualidade da lavoura a cada ano, são apenas algumas das tendências de 2018 para o setor do Agronegócio. A biotecnologia no agronegócio tem como premissa, evoluir a genética de sementes, com o objetivo de aumentar a produtividade da safra. Assim, é possível por exemplo criar plantas mais resistentes à adversidade do clima, como também, resistentes à pragas que impactam a produtividade.


TRANSPORTES


Outro mercado que deve se aquecer em 2018, é o de transportes e fretes agrícolas. A estimativa é de que no primeiro semestre, o transporte se aqueça em várias regiões do país, devido ao atraso da safra 2017/2018 decorrentes à fatores climáticos, principalmente em algumas culturas de grãos como soja e milho. As informações são do Portal ‘Valor Econômico’ (www.valoreconomico.com.br). 


E ainda sobre transportes agrícolas, o escoamento de grãos por ferrovias deve crescer em 2018, segundo matéria do site ‘Globo Rural’ (https://goo.gl/ZcD3wW).  Conforme aponta o presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (ABIFER), Vicente Abate, um dos segmentos que deve ter alta significativa no transporte ferroviário com as prorrogações das concessões ferroviárias, é o de commodities agrícolas. Abate acredita que, assim que as renovações forem se concretizando, o escoamento de grãos por ferrovias também deve crescer, consideravelmente. 


Como vimos, tem muita coisa para acontecer no Agronegócio em 2018. E a Savassi também tem muitas expectativas para o próximo ano.


SAVASSI AGRONEGÓCIO


Como foi divulgado na matéria publicada no dia 30/11/2017 (https://goo.gl/FHWgCD), a Savassi Capacitação se tornou a mais nova escola de aplicação de exames Q-Grader no Brasil. A partir de 2018, quem quiser se tornar um especialista Q-Grader, poderá realizar todos os processos na própria Savassi, desde os cursos preparatórios até o exame final. 


Outra novidade para 2018, será as adequações do novo sistema de Gestão da UTZ, que se fundiu oficialmente com a Rainforest Alliance, conforme anunciaram no dia 6 de junho deste ano no seu site oficial. 


Como a Savassi Certificadora é devidamente credenciada ao selo UTZ, passará por adequações e melhorias em 2018, durante o processo de implantação do novo programa de certificação, que passará a valer só a partir de 2019. Sendo assim, os clientes da Savassi Certificadora podem ficar tranquilos que as atividades de certificação UTZ continuarão se procedendo normalmente, e qualquer novidade será informada previamente.


Enfim, muitas novidades vêm por aí: tendências, desafios, expectativas. E claro que a Savassi continuará ligada nos acontecimentos do Agronegócio, principalmente acerca das Certificações, Capacitações e Análises Técnicas, nas culturas do café, cacau, algodão e orgânicos. 


E para que você possa acompanhar e ficar por dentro dos principais assuntos, notícias e informações, o ideal é se cadastrar em nosso newsletter logo abaixo, deixando seu nome e e-mail. Siga também a Savassi nas principais redes sociais.


A Savassi Agronegócio deseja a todos um 2018 de muita abundância, prosperidade e boas novas. Ah, e claro, sempre acompanhado de um bom café!


Compartilhe

Comentários