Pandemia acelera processos de certificação e coloca Brasil à frente no fornecimento de alimentos seguros para o mundo

Postado em 22/05/2021 12:05:15 em Conteúdos


Em frente à dúvidas e incertezas provocadas pela pandemia do Covid-19, o Brasil é destaque em jornais de circulação reconhecida e mídias sociais, quando o assunto é o fornecimento de alimentos seguros para os mercados consumidores de todo o globo. Não é por menos, pois nosso gigante guerreiro território é palco de sucessivas quebras de recordes na produção alimentícia, além da vasta aceitação aos programadas de produção sustentável na última década. Para atender às exigências do consumidor não basta produzir um alimento de qualidade. É preciso ir além e comprovar que todos os processos da cadeia foram executados de maneira correta e sustentável. E se anteriormente, as certificações que comprovavam a procedência e a denominação de origem traziam valor agregado ao produtor, com a pandemia o processo foi acelerado. A nova tendência foi um dos assuntos que vieram à ser destaque no final do ano de 2020 e início de 2021. Na pandemia, o agro brasileiro não parou e mostrou o quanto é forte e confiável, reestabelecendo confianças e demonstrando ao mundo que não há tempo ruim para sermos provedores de segurança alimentar. Portanto, o processo de certificação dos alimentos é um caminho sem volta e desmistificar a complexidade de sua implantação, é desafio que vem sendo superado ano após ano. Neste contexto, empresas certificadoras exercem o papel do elo de confiança entre o produtor e o consumidor final e além de levar segurança à ponta da cadeia, auxilia também na melhora dos processos da “porteira à dentro”, avaliando padrões produtivos através das auditorias de certificação. Assim como o agro brasileiro, a Savassi Certificadora também não parou. Utilizou-se de ferramentas, procedimentos e recursos tecnológicos em 2020 para dar continuidade aos trabalhos de avaliação da conformidade de seus clientes via remota ou parcialmente remota. Para o ano de 2021, os trabalhos continuam. Vários treinamentos para capacitação, qualificação e reciclagem de auditores da Savassi Certificadora também ocorreram neste início de ano de forma remota e parcial, garantindo assim, uma melhor performance no campo, além do conhecimento, garantia e cuidados com a transmissão do vírus Sars Covid-19. Auditorias remotas ou parcialmente remotas para os selos UTZ, 4C, Orgânico Brasil - MAPA e Unidades Armazenadoras - MAPA estão sendo solicitadas e demandadas com frequência, sinalizando e confirmando tendências globais quanto à liquidez desses alimentos. Cenários favoráveis à alta procura por alimentos certificados também é fator de preocupação e alerta, para as empresas certificadoras, uma vez que “aventureiros e oportunistas de mercado” fazem-se valer dos selos de certificação para a garantia de melhores preços para seus produtos. Contudo, uma avaliação da conformidade bem aplicada através de auditorias, canais de comunicação entre partes interessadas, canais investigativos e de denúncias, são ferramentas úteis ao estabelecimento de boas condutas, transparência e respeito. A Savassi Certificadora através de seus canais de comunicação, conta com o seu apoio e informação. Fale Conosco!Contribua! Seja também uma parte interessada no processo de construção de um mundo melhor!

 

Marcus Vinicius de Vilhena

Diretor da Qualidade e Redator


Compartilhe

Comentários